domingo, 14 de novembro de 2010

Review: Dungeons & Dragons Online

Para quem não conhece, Dungeons & Dragons é um RPG de mesa, bem antigo e com muita fantasia. Até desenho animado já virou, conhecido aqui no Brasil como Carverna do Dragão.

Em agosto de 2009, a Turbine Inc. juntamente com a Atari, lançou o Dungeons & Dragons Online, ou simplesmente DDO como um MMORPG (Massive Multiplayer Online Role Playing Game). Isso significa que o jogo é online, e você joga com muitas outras pessoas pelo mundo.

Para jogar você precisava baixar o jogo, instalar e pagar uma mensalidade, contudo, a Turbine mudou do sistema de mensalidades (pay for play) para o sistema de conteúdo (pay for content). Isso significa que o jogo se tornou gratuíto, e o jogador paga para ter acesso a algumas partes do jogo (comprando Turbine Poits, para serem utilizados na DDOStore), como por exemplo um conjunto de missões especiais, alguma raça especial, ou classes de personagens, ou ainda a itens, poções e armas especiais, vendidas somente pela Store, itens que de outra forma não é possível conseguir dentro do jogo, ou alterados para que sejam utilizados por personagens de nível mais baixo.


A empresa ainda mantém o sistema de mensalidades para aqueles que querem ter acesso a todo o conteúdo do jogo, sem se preocupar em comprar tal conteúdo.

Agora falando do jogo em si:
Muito bem feito e animado, o jogo tem a capacidade de divertir e prender a atenção do jogador por horas. Uma simples missão pode demorar para ser finalizada entre 10 minutos a várias horas. eu mesmo já demorei 6 horas numa missão dos níveis mais altos.
Falando em níveis, este é um diferencial do jogo; um personagem não está preso à classe que foi escolhida para ele inicialmente. Existem 11 classes disponiveis: Fighter (guerreiro), Paladin (Paladino), Barbarian (Bárbaro), Wizard (Mago), Sorcerer (Feiticeiro), Cleric (Clérigo), Favored Soul (Alma Favorecida - Tradução Livre -requer VIP ou comprar na DDOStore), Monk (Monge - requer VIP ou comprar na DDOStore), Rogue (Ladino), Bard (Bardo), Ranger (Ranger).
E como dito anteriormente, a cada nível do seu personagem, você pode escolher uma classe, desde que você tenha acesso a ela (no caso das que precisam ser compradas)
As combinações das classes fazem cada personagem único, com habilidades únicas.
Ainda existem as Raças que cada personagem pode ter: Human (Humano), Elf (Elfo), Drow Elf (Elfo Drow - DDOStore ou Favor Points), Halfling, Dwarf (Anão), Warforged (VIP ou comprar na DDOStore), e os mais recentes, Half-Orc (Meio-Orc - VIP ou Comprar na DDOStore) e Half-Elf (Meio-Elfo - VIP ou Comprar na DDOStore).
Cada raça possui vantagens e desvantagens em relação as outras, o que torna improvável que dois jogadores tenham personagens iguais.
Mas vocês devem estar se perguntando "favor points?". Explicarei, além de você poder liberar conteúdo com dinheiro real, ainda há a possibilidade de se acumular favor points, que são dados ao seu personagem a medida em que ele termina as missões, em diferentes niveis de dificuldade. (cada missão pode ser feita nas dificuldades Solo, Normal, Hard e Elite; e para os personagens que alcançam o nível máximo do jogo, 20: Epic). 
Além disso, a cada 100 Favor Points acumulados por algum dos seus personagens, você recebe 25 Turbine Points.
Os criadores ainda se preocuparam mais com o visual do jogo, dois item iguais, com o mesmo nome e atributos, podem ser visualmente diferentes quando equipados, o que dá mais ainda a sensação de exclusividade a cada personagem.

DDO se baseia em missões, ou seja, você não tem que fazer seu personagem e ir para o campo, derrotar inimigos que ficam renascendo e ganhando experiência a cada morte. Você deve falar com um NPC (Non Player Character - Personagem sem Jogador) para ver quais missões ele dá a você, então montar um grupo para então abrir a instância da missão e terminá-la.
Montar um grupo é fácil, basta apertar a tecla O do seu teclado e ver quais grupos estão sendo montados para fazer missões, ou para montar seu próprio grupo.
Fazer uma missão é mais complicado que isso. Cada missão é feita em uma "dungeon" diferente e apresenta desafios diferentes. Um quebra-cabeça mais elaborado, ou uma armadilha mais difícil de se passar. Por isso é recomendado um grupo balanceado, com personagens que possam colaborar com o desenvolvimento da missão. Algum ladino, ou personagem com níveis em ladino, para desmontar as armadilhas, um clérigo ou favored soul para as curas, magos ou feiticeiros para dano, e por aí vai. Com o tempo de jogo, todos aprendem o que deve ser feito e qual seu papel em um grupo.
Com imagens magníficas, uma jogabilidade que deveria ser copiada por outros títulos do gênero e um modelo de vendas de sucesso, DDO é um jogo recomendadíssimo para aqueles que procuram algo divertido, bonito e para aqueles que não querem colocar a mão no bolso, grátis.

Mais algumas Screen Shots do jogo:











Você também poderá gostar de:

5 comentários:

  1. MELHO MMORPG do mundo!Sem exagero algum! lol Todos deveriam jogar!

    ResponderExcluir
  2. Ainda prefiro meu World of Warcraft^^

    ResponderExcluir
  3. Eu joguei um tempo, é divertido no início, mas depois de pouco tempo enjoa, muito repetitivo, as missões são muito parecidas e os cenários também. Fora que o mundo no jogo é muito pequeno.
    Pvp posso dizer que não existe, porque o que tem no jogo é a mesma coisa que nada.
    Pra quem já jogou o D&D de mesa, vai achar legalzinho no início, até pela facilidade de montar o char, pois é praticamente do mesmo modo.
    O melhor MMORPG do mundo continua sendo WOW, os outros jogos estão longe de ser comparáveis.

    ResponderExcluir
  4. mesmo assim ainda prefiro jogos FPS....

    ResponderExcluir
  5. Este jogo é incrível e gratuito! Vale a pena conferir!!!

    ResponderExcluir